sábado, 4 de dezembro de 2010

O JOVEM E A NOVA MODALIDADE DE FUMAR

O tradicional cachimbo d´água usado há milênios nos países do Sudeste Asiático e Oriente Médio conhecido como Narguilé ou Arguile agora é a nova moda entre os jovens no Brasil. Esta sendo considerado o novo substituto do cigarro, especialmente entre jovens.
Vistos em bares, que aderiram à onda para agradar aos clientes. Mas o que poucos sabem é que o produto oferece riscos nocivos a saúde. Em virtude de oferecer 90 aromas variados, é muito procurado por jovens de 16 a 24 anos. O produto feito com um fumo especial (espécie de melaço, subproduto do açúcar) vem atraindo vários adeptos. Atualmente no mercado brasileiro, o Narguile, Narguilé, ou Arguile é encontrado em diversos formatos, com 1 a 12 saídas de mangueiras, personalizados, podendo ser equipado com diversos acessórios. Os valores variam de R$ 60, 00 a R$1.100,00. O produto funciona quando é aspirado por um tubo que reduz a pressão no interior do aparelho, fazendo com que o ar aquecido pelo carvão passe pelo fumo, produzindo a fumaça. Essa fumaça desce até a base, onde é resfriada e filtrada pela água, que retém algumas partículas sólidas. A fumaça segue pelo tubo até ser consumida pelo usuário com o sabor da essência escolhida.
A venda é permitida somente para maiores de 18 anos, devido haver em seus componentes, 0.05 de nicotina. Nicotina é uma droga e vicia.
Quem utiliza desse produto afirma que o excesso da tragada traz mal estar, como o usuário RT, de 24 anos, motoboy. “Percebi que após 1 hora de tragada, sentia falta de ar e cansaço, achei que era melhor abandonar o uso”.
Segundo o médico Sérgio Ricardo Santos, Presidente da Comissão de Tabagismo da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), o Narguilé causa ainda mais males do que o cigarro, pelo potencial de transmitir também doenças infecciosas – já que é usado por mais de uma pessoa ao mesmo tempo sem a devida esterilização.
Especialistas em doenças respiratórias advertem que 50 tragadas são suficientes para viciar. Isso ocorre devido à nicotina (apesar da baixa concentração) que causa a chamada sensação de bem-estar, adverte o médico José Eduardo Delfini Cançado, Presidente da SPPT.
Outro mito (mentira) que foi descartado através de pesquisas realizadas pela OMS diz respeito de que a água ajudaria a filtrar as impurezas do fumo, tornando-o menos nocivo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que a fumaça inalada em uma sessão de Narguilé, que pode durar entre 20 minutos e uma hora, corresponde à inalação de 100 a 200 cigarros. E são consumidos até 10 litros de fumaça, pois a presença da água faz com que se aspire mais fumaça, que se torna mais tolerável. Dessa maneira, inala-se maior quantidade de toxinas. Enquanto um cigarro dura cinco minutos, com uma média de 500 ml de fumaça inalada, a sessão de cachimbo d´água, pode chegar a uma hora, com dez litros de substância aspirada, o que aumentaria a ingestão de gases tóxicos e os riscos. A fumaça do narguilé contém inúmeras toxinas que podem causar câncer de pulmão, doenças cardíacas entre outras.
Uma das razões para sua popularização é a idéia errada de que a água poderia filtrar as substâncias maléficas do tabaco. Quando criado, o cachimbo d´água recebeu a desmerecida fama de inofensivo, por causa do líquido por onde passava a fumaça, que se propagou por todas as culturas que o utilizam.
Outro problema é o compartilhamento da piteira e da mangueira. Onde o uso é acentuado existe um alto risco de transmissão de hepatite A, herpes, tuberculose e outras doenças infecciosas segundo o INCA – Instituto Nacional do Câncer.
A você que é pai e mãe, não se iluda com qualquer justificativa do seu jovem filho, em defesa do Narguilé, pois ele não conhece esses riscos, apenas acreditou na ilusão dos amigos, também desinformados, e dos donos de bares que querem faturar com a ignorância e o desconhecimento da população. Alerte-o. Oriente-o e combata o seu uso.

Um comentário:

  1. Ola boa noite estive visitando seu blog realmente muito criativo abraços
    Açucena

    ResponderExcluir